terça-feira, 29 de janeiro de 2008

O presente ideal para uma rena

Numa noite fria de Dezembro, no Pólo Norte, o Pai Natal estava a embrulhar os presentes quando um duende veio avisar que a Cintilante estava triste Então foi ao estábulo ver a rena Quando lá chegou perguntou:
- Porque estás triste?
- Sinto falta da minha família, dos carinhos e dos presentes que eles me davam.
O Pai Natal foi pensativo até sua casa. Passou dia e noite a pensar numa maneira de a rena ver a família. Até que a Mãe Natal teve uma ideia:
-«Que tal ir ver a agenda das famílias das renas?»
- Excelente ideia Mãe Natal.
Foram a correr para o escritório para ver onde estava a agenda Passaram o dia inteiro à procura do nome da família da Cintilante Até que encontraram.
- Ufa! Finalmente acabamos! Mas agora não sei que presente vou dar à rena.
Pensou e pensou e, teve uma ideia:
-« Que tal se der um G.P.S à Cintilante! Afinal é ela quem guia o meu trenó e leva-me a todas as moradas dos meninos que se portam bem»
Perguntou à Mãe Natal se achava boa ideia e ela disse que sim.
Foram à fábrica dos duendes comprarem o presente.
Chegaram a casa, foram logo telefonar à família da rena e esconder o presente.
No dia de Natal a Cintilante ficou impressionada de ver tantos presentes para ela. Quando chegou a família o Pai Natal pôs uma venda nos olhos da rena e passado 1 minuto tirou a venda.
A Cintilante ficou tão contente que só queria dar beijinhos à família
Assim foi o Natal da Cintilante!

1 comentário:

Martinha disse...

olá
acho que dar um g.p.s. a uma rena é muito engraçado!!
a história está muito gira!!